Professores receberão reajuste salarial de 3,75%. Total chega a 30% em quatro anos.

 

Publicado em: 27/07/2022 16:55 | Fonte/Agência: DECOM | Alison Monteiro

Whatsapp

 

Embora o mês de agosto seja o princípio da extrema estiagem em nosso município, se tem alguém com motivos suficientes para comemorar a entrada deste mês são os professores.

Isso porque, a partir do final de julho, os professores da rede municipal terão mais um acréscimo real no salário. O reajuste será de 3,75%, o segundo feito somente este ano.

A princípio os reajustes começaram a ser pagos em fevereiro de 2018, onde se iniciou com cerca de 4,5%. Já em 2019 foram reajustados mais 4,5% em janeiro e 3% em julho, posteriormente para 2020 mais 6%, porém, o pagamento limitou-se apenas a parcela 3% de fevereiro daquele ano, retornando somente em dezembro de 2021, onde foram feitos retroativos de 3% referente a julho de 2020, e mais 4,5% referente a julho de 2021. Tais pagamentos só não ocorreram em julho de 2020 e julho de 2021 por conta da Lei Federal Complementar 173 de maio de 2020, que condicionava os repasses federais apenas aos Estados e municípios que congelassem a carreira de seus servidores. Tal Lei fora editada para regular os gastos das administrações públicas por conta do combate a pandemia.

Com isso, se somados com o pagamento de fevereiro deste ano, outros 3,75%, chegamos ao percentual de 30% em quatro anos, e que seguirá de forma gradativa até 2024, atingindo o valor de 45,43% através do Plano Municipal de Educação, que tem como objetivo recuperar a defasagem do salário inicial em relação ao piso nacional.

O reajuste será concedido a todos os professores, inclusive os contratados por processo seletivo correspondente ao mesmo período.

“Embora uma Lei maior tenha atrapalhado nossos planos, com certo entendimento, por conta da pandemia, estamos felizes em garantir reposição aos professores, pois representa a valorização da classe, que assim como os profissionais da saúde e da segurança pública, estiveram firmes na luta, garantindo a educação de nossas crianças”, afirmou Silvana Nunes Viana, Secretária de Educação.